Oprofeta

Oprofeta

domingo, 26 de fevereiro de 2012

A verdade - The truth




A verdade bate em meus lábios, golpeia a minha face e me cala!
A verdade cala a mentira que uso para justificar a minha
Necessidade de mentir, a necessidade que tenho de me esconder,
De querer esquecer o que a verdade me fala. A verdade derrama
A sua ira sobre a mentira que me envolve, me despe e me
Empurra com violência para diante do espelho e me mostra nu,
Me força a encarar a realidade da qual vivo tentando me esconder.

A verdade me despe dos artifícios da mentira, torce a minha língua
Até que esta sangre. A verdade esbofeteia a minha face, faz chorar
O meu espírito e me obriga a defrontar a realidade a qual costumo
Rejeitar. A verdade me bate, golpeia o que sou e me transforma no
Que não sou. Ela me obriga a dormir ao relento,  me cobre com o
Frio da madrugada levando-me ao arrependimento.
No arrependimento grito todas as verdades, inclusive as verdades
Que nunca quis ouvir.

Me açoitando, a verdade expõe as minhas fraquezas diante da
Mentira e, me torturando, me obriga a encarar situações das quais
Sempre me escondi. A verdade não aceita as minhas meias
Verdades e as trata como mentiras. Ela não aceita nem as mentiras
Que uso para justificar atos que penso serem nobres. A verdade me
Bate, me empurra para diante do espelho e se mostra para mim do
Jeito que ela é, ela me obriga a encara-la nua e me despe de tudo
Que é falso e me expõe, me força a entender não ser ela
Condicional.

                           *


 The truth


The truth spanks my lips, slap my face and shut me up!
The truth silence the lies that I use for to justify my need
To lie, the need that I have for to hide myself, the need
That I have for to want to forget what the truth tells me.
The truth pours out its wrath upon the lie that surrounds
Me, it undress me and pushes me violently to the front
Of the mirror and shows me naked, its forces me to face
The reality which I always try to hide myself from.

The truth undress me from the wiles of the lie, smash my
Tongue until it bleeds. The truth slaps my face and makes
My spirit to cry, it forces me to face the reality which
Usually I reject. The truth hit me, it slap what I am and
Transform me into what I am not. The truth forces me to
Sleep outdoors; give me as a blanket the cold of the
Morning leading me to the repentance. At the repentance
I cry all the truths, including truths that I never wanted to
Hear.

By beating me the truth exposes my weaknesses in front
Of the lies, and by torturing me its forces me to face  the
Situations from which I always hid myself. The truth
Does not accept my socks truths and treats it as lies. The
Truth does not accept, even, the lies which I use to justify
The acts that I think to be a noble one. The truth spanks
Me, it pushes me to the front of mirror and show itself to
Me, in the way it is, the truth forces me to face her naked
And undress me from what is false and exposes me, forces
Me to understand that it is not conditional.


                            *

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Pareço o nada



Pareço o nada, sou como um vento que sopra sem direção, como
Uma chuva que cai no meio de um sonho. Pareço um nada, estou
Com a mente vazia, saio ao encontro do nada, e me perco no
Caminho, me perco antes de te encontrar. Pareço o nada
Caminhando com passos lentos, vagos. Ando sem rumo, me deixo
Guiar por meu instinto que quase sempre me engana, que ha muito
Me abandonou. Caminho só, sem rumo e para não ficar mudo
Converso com a minha sombra que, fiel, me acompanha.

Caminho só, pareço com o nada, o nada que espera por mim na
Esquina e que, ao passar por mim, baixa a cabeça para não me
Ver. O nada, não me conhece e nem me reconhece, não fala
Comigo, me deixa mudo. Ontem a tarde passastes por mim e
Fingistes não me ver. Quando já ias distante olhastes em minha
Direção para certificar-se de que não a havia visto. Te olhei e não
Te vi, ao perceber que não querias falar comigo, deixei que
Passasses despercebida pois sou o nada e sendo nada, pouco me
Importa se não sou percebido por ti.

Sou o nada, o nada correndo atrás de nada. Estou parado na
Esquina onde todos passam sem me olhar. Estou onde passa a
Razão, os pensamentos, os lamentos, a alegria e tristeza. Vejo
Passar por mim, os sentimentos que há muito me abandonaram e
Que só os encontro de passagem e estes, ao me verem, abaixam
A cabeça, desviam seus olhares para não me verem. Sou o nada
Procurando o nada, estou em pé na esquina da vida, esperando
Pelo teu sorriso que nunca passa por mim, fico na esquina
Esperando que a luz do teu olhar brilhe no meu céu.

                                       *

Te procurando - Searching for you


Sinto-me vazio ultimamente, ouço coisas que me falam de tudo,
Sem no entanto, conseguirem me dizer nada. Tenho abraçado,
Beijado sem sentir emoção, sem sentir a explosão do amor.
Tenho tido encontros, encontros que parecem desencontros,
Encontros que acontecem só para provar que sou capaz de
Estar com alguém mas não consigo gostar de outro alguém
Que não seja você. Estou procurando um olhar que ao me olhar
Me faça sentir que preciso parar, que preciso conversar, que
Preciso olhá-lo de perto.

Estou me sentindo vazio, procuro por alguém que me preencha,
Alguém que pareça com a pessoa que quero ter ao meu lado, uma
Pessoa que não sei definir, mas que será definitivo quando
Aproximar-se de mim. Procuro, preciso encontrar um alguém que
Me faça sentir bem em sua companhia, que me faça sentir que a
Quero perto de mim, que fique comigo. Estou procurando,
Buscando a minha lua que se escondeu na noite e nunca mais
Apareceu. Busco a lua que partiu, sumiu atrás das nuvens sem dizer
Quando voltará, estou te procurando, te querendo, precisando de ti.

Corro contra o tempo, um tempo que não me ajuda a encontrar a
Pessoa que me convença que vale a pena amá-la. Estou buscando
Por alguém que seja melhor que eu, alguém igual a ti. Procuro
Alguém que queira, que aceite me amar e que precise, necessite
Ser amada. Me sinto vazio, estou em busca do amor, o amor da
Minha vida. Procuro por ti, por ti que ainda não me percebeu,
Que me olha mas não me vê, não me enxerga. Procuro por ti, pelo
Teu amor.

                                    *


Searching for you


Lately I’ve been feeling empty, I hear things that tell me about
Everything without, however, saying anything. I’ve been
Hugging and kissing with no emotion, without feel the love’s
Explosion. I’ve had dates, dates that don’t look like a date at all,
It has been meetings that happen just to prove that I am  capable
Of being with someone but that I cannot like someone else if
Not you. I’m searching for a look that when it looks at me, it
Makes me feel like I need to stop, that makes me feel like I need
To talk, that I need to look at it closely.

I’m feeling empty; I am searching for someone that fills me,
Someone that looks like the person that I want to have next to
Me, someone that I don’t how know to define, but that will be
Definite when she comes close to me. I search, I need to find
Someone to make me feel good in her company, some one that
Makes me feel like I want her close to me, that want her to stays
With me. I’m searching, looking for my moon that hid in the
Dark and never showed up again. I search for the moon that left,
That disappeared behind the clouds without saying a word, I’m
Searching for you, wanting you, needing you.

I run against time, a time that does not help me find the one that
Will convince me that it’s worth it love her. I’m looking for
Someone better than me, someone like you. I search for someone
That wants me, that accepts to love me and that wants, that needs
To be loved by me. I am feeling empty, I’m in search for love,
The love of my life. I look for you, for you that haven’t noticed
Me, that looks at me but doesn’t see me. I look for you, for your
Love.
                                                             Translated by Larissa Abreu


                                    *


Necessidade - Necessity



É uma necessidade sem necessidade, a necessidade que tenho
De esperar por ti, de querer te ver, querer estar contigo. É uma
Razão sem razão, a razão que tenho para te amar, de te querer
Tanto. É um, não sei porque, que por mais que eu procure um
Motivo para o meu amor por ti, não encontro. Sei apenas que te
Amo e que me sinto feliz, ainda que não esteja seguro do teu
Amor por mim.

É uma necessidade sem necessidade, a necessidade que tenho de
Te esperar quando sei que estás vindo ao meu encontro. É um
Sonho já sonhado, o sonho em que me visita à noite, que vem
Me dizer que me amas, que precisas de mim. É uma alegria boba,
Inocente, a alegria que experimento quando sorrias para mim,
Quando a tua face se abre na mais linda expressão de amor.
É o êxtase para os meus olhos, os teu olhos brilhando deixando
Transparecer a tua felicidade, me fazendo feliz. É uma necessidade
Constante em mim, a necessidade que tenho de saber que estás
Feliz.

É uma necessidade gigante, a necessidade que tenho de te encontrar,
De te guardar em meus pensamentos e de pensar constantemente em
Ti. É uma razão que não ha razão que justifique, o meu jeito de te
Amar e de querer te fazer feliz. Te quero, te preciso e necessito estar
Contigo. Te amo e faço o impossível para ser merecedor do teu amor.

                                  *


Necessity


It’s an unnecessary necessity, the necessity I have of to waiting for
You, of to want to see you, to want to be with you. It’s a reason
With no reason, the reason that I have to love you, to want you so
Badly. It’s a, I don’t know why, as hard as I look for the reason of
My love for you, I cannot find it. I just know that I love you and
That I am happy, even so I’m not certain of your love for me.

It’s an unnecessary necessity, the necessity I that have of to wait
For you when I know you’re coming to me. It’s a dream already
Dreamed the dream in which you come to visit me at night, you
Come to tell me that you love me, that you need me. It’s a silly
Happiness, a innocent happiness the happiness that I feel when
You  smile at me, when your face opens with the most beautiful
Expression of love. It’s an ecstasy to my eyes to see your eyes
Shinning,  letting your happiness shows, making me happy. It’s a
Constant necessity in me the necessity that I have of to know that
You are happy.

It’s a giant necessity, the necessity that I have to meet you, that I
To keep you in my thoughts and think constantly of you.
It’s a reason that there is no reason that can justify my way of to
Love you and to want to make you happy. I want you, I need you
And it a necessity of to be with you. I love you and I do the
Impossible for to deserve your love.

                                                                         Translated by Larissa Abreu

                                        *

Madrugada



Gosto de caminhar pelas ruas na madrugada para sentir o mistério das
Coisas! Gosto de sair, gosto da sensação de medo, quando um animal
Qualquer, assustado pelo barulho dos meus passos, cruza correndo
O meu caminho e passa diante de mim em sua fuga alucinada. Gosto
De caminhar na madrugada e ver, enquanto caminho, vaga-lumes
Voando, piscando suas luzes como estrelas possíveis de serem tocadas.
Gosto das madrugadas! Gosto de ser espreitado pelo silêncio
Da madrugada e de ver o frio da noite buscando, nos primeiros
Raios de sol, um abrigo para se agasalhar e de ver o orvalho caindo
Suavemente sobre as flores, evidenciando o perfume das mesmas.

Gosto de sair à rua na madrugada em busca do sono que me
Abandonou e de ver a noite parindo um novo dia. Gosto de assistir o
Sol se levantar preguiçosamente para um novo dia. Gosto! Gosto de
Tudo que a madrugada é e tem, gosto do seu perfume, gosto de como
Ela me abraça e de como caminha silenciosa ao meu lado. Gosto! Gosto
Quando, sozinho no meio da madrugada, libero os meus pensamentos
Para irem onde eles têm vontade de ir e gosto de ver os primeiro
Passantes, passarem com seus passos apressados sem prestarem atenção
Em mim. Gosto! Gosto de assistir a madrugada mudando de cor.

Amo a madrugada, gosto de estar com ela, gosto de me deitar em
Seus braços e ali repousar. Gosto da madrugada, gosto de me deixar
Envolver pelos seus carinhos e de acompanhá-la até a porta do dia.
Me sinto feliz, quando perdido no meio da madrugada, me deixo
Embriagar por seu perfumo. Gosto de sair à rua no meio da madrugada
Para ver o céu coberto com as mais linda estrelas. Gosto de ouvir o
Cantar dos grilos e dos gafanhotos, e a voz rouca dos sapos se calando,
Anunciando o nascer do sol. Gosto de tudo na madrugada, gosto
Da madrugada me abraçando me amando, sendo a minha mulher.
Gosto de me perder e me encontrar nos braços da madrugada.

                                         *
 

Você



Por que recusas a ver as belezas criadas por Deus? Por que insistes
Em não aceitar Deus como o criador supremo? Por que negas o
Inegável e foges dos braços do amor, quando o amor estar ansioso
Para te abraçar? Será que não percebes que ao negares o pai negas
Também ao filho? Por acaso já pensastes em como será a tua vida
Quando a ignorância te abandonar? Quando perceberes que o
Dinheiro e os teus amigos nada podem fazer por ti? A quem pedirás
Socorro quando a sombra da noite, no meio do dia te assustar?
A quem chamarás, com quem falarás sobre os teus dramas?

Como é fácil ignorar Deus enquanto o inverno esta distante! Como é
Simples dizer que não precisas de Deus, enquanto estás agasalhado e a
Fome não perturba o teu estômago. Dias virão em que olharás a tua volta
E verás somente as trevas e nesses dias buscarás alguém e perceberás
Que só há um nome a ser chamado. Nesses dias entenderás que somente
O nome que tanto desprezas te responderá com amor incondicional.
Ignoras Deus porque crês no poder dos homens, na força do dinheiro,
Mas chegará o tempo em que a tua vaidade será um estorvo em tua
Vida e nesse momento entenderás que existe alguém superior, alguém
Nobre o bastante para perdoar a tua arrogância, a tua falta de fé.

Observe as folhas das árvores sendo banhadas pela água da chuva
Que as acaricia e enche-as de vida. Olhe para o céu e o acompanhe
Até ao firmamento, deixa o teu pensamento te levar o mais distante
Que puder e lá, mergulhe em teu coração e descobrirá que é ali a
Morada de Deus. Observe os pássaros, os insetos, as flores, deixe a
Tua imaginação navegar nas ondas do mar e perceberás que o mar
É grande demais para ser definido pela tua inteligência. Olhe tudo
Em tua volta e diga se ainda assim acreditas que Deus não existe.
Se a maravilha que tens diante dos teus olhos não te convence que
Deus existe, a tua vida será sempre um imenso vazio, um nada.

                                *
 

Te aborrece



Converso comigo mesmo e te aborreço, te aborreço com o meu
Infinito me questionar. Me questiono a cada instante sem me dar
Tempo para pensar. Te aborreço quando queres me falar e não te
Ouço, te aborreço quando te deixo me esperando em lugar que
Não tenho a intenção de ir e te aborreço pelo simples fatos de te
Aborrecer. Converso comigo como converso com a lua, como
Corro atrás de uma estrela que desprendeu-se do céu e caí
Onde está o meu pensamento, onde encontro o tema da conversa
Que converso comigo.

O meu jeito de observar as folhas das árvores dançando ao vento
Te aborrece. Te aborrece o meu admirar os pássaros voando como
Se não tivessem mais nada para fazer, te aborreço. Te aborrece a
Minha capacidade de compreender o incompreensível e de perdoar
O imperdoável. Te aborrece o meu conversar com as pessoas e com
Pessoas que não consegues ver. Te enerva o meu ponderar o
Imponderável e o meu aceitar o inaceitável. Converso comigo
Mesmo e te aborreço, falo de coisas que não entendes, e quando
Entendes não crês. Não consegues crer que creio em tudo que não
Crês e que a minha crença me ajuda a suportar a maldade que me
impões pelo fatos de tu não crer, de fato, em nada.

Te aborrece eu ficar observando a chuva a cair do céu, te aborrece
Eu gostar de ouvir a voz do vento, de conversar com um tempo
Que já passou e que só voltará aqui para nos buscar. Te aborrece eu
Acreditar que podemos ser tudo que queremos ser, e te aborrece eu
Entender que o amanhã respeitará cada segundo que encontrar em
Seu caminho antes de chegar em mim. Te aborreço quando digo que
O sol, depois de um dia quente, prefere descansar à sombra de uma
Árvore enquanto espera pela lua. Te aborrece a minha fé e o meu
Não entender como vives sem acreditar que podemos sim, sonhar.

                                   *

 

Agradecimento



Boa noite meu generoso Pai! O meu coração cheio de gratidão,
Busca por ti. Ele agradece pela a generosidade e carinho com
Que me tratas. O meu coração transbordando de amor quer que
Saibas o quanto te ama, o quanto reconhece as graças e as
Maravilhas que tens operado em minha vida. Boa noite meu
Generoso Deus! Agradeço ao Senhor por mais este dia que me
Concedestes, pela minha saúde e pela saúde de todos do meu
convívio. Sou grato, também, Senhor! Por ter-me concedido a
Graça de conhecer o teu nome e por mostrar-me o caminho que
Me leva a teu filho Jesus Cristo e aceita-lo como o meu
Salvador.

Boa noite meu bondoso Deus! Agora falo ao senhor sobre as
Pessoas que neste exato momento estão com fome, com frio e
Sede. Peço, também, pelos os hospitalizados e os que vivem
Marginalizados pela sociedade. Senhor! Não posso esquecer-me
De mencionar os presos, as pessoas que sofrem repressão sem
Ter uma voz para defendê-las e as que vivem o sob os horrores
Das guerras física e das guerras espirituais. Meu Deus! Que o
Senhor em tua infinita misericórdia estenda a vossa mão sobre
As pessoas que estejam sofrendo todo e qualquer tipo de dor e
Alivie os seus sofrimentos e que seus lamentos cheguem à tua
Presença e sejam respondidos com amor, em nome de teu filho
Jesus Cristo, eu peço.

Muito obrigado meu bondoso Deus, por ouvir e atender as minhas
Preces! Obrigada Senhor por ser tão generoso para comigo e
Acolher as minhas orações com carinho. Senhor agradeço por
Dar-me entendimento e sabedoria para compreender a forma como
Operas em minha vida. Obrigado por conceder-me a graça de
Entender que é em momentos de provações que devo demonstrar
A minha fé, a minha confiança e o meu amor por ti. Agradeço meu
Deus, por cada segundo que cuida de mim e por responderes as
Minhas súplicas, concedendo me as graças que peço. Peço meu
Deus, em nome de vosso filho Jesus Cristo, para que nunca
Me abandone, amém.
                                         *
 

Errante



Errante, ando errando, ando pelo mundo procurando o que não
Perdi. Procuro pessoas que fogem de mim, procuro um eu que se
Perdeu procurando o que nunca teve, o que nunca conheceu. Sou
Um errante que bate em portas abertas, em portas que não tenho
Vontade de entrar. Bato em portas que se recusam a abrir-se
Para mim. Sigo errante, errando, procurando o que não perdi,
O que nunca me pertenceu, nunca foi meu e sigo errando,
Batendo em portas abertas e chamando por um „eu“ que se
Recusa a abrir-se para mim.

Errante, busco as pessoas que amo, mas estas me desprezam, me
Guardam no esquecimento. Errante ignoro, minto, não demonstro
Afeto para com as que me amam enquanto choro por outras que
Já me esqueceram e então me pergunto: – O que é o amor?
Para que amar se amar não garante que serei amado? Ando
Errando, buscando por pessoas que fogem de mim, que me
Rejeitam, que não gostam da minha presença, enquanto sou
Procurado por pessoas que rejeito, pessoas as quais não gosto e
Nem quero perto de mim.

Errante, tento segurar o vento e gritar em silêncio para ninguém
Me ouvir. Errante, grito e ouço resposta das pessoas as quais não
Estou interessado ouvir. Por onde andam as pessoas que amo?
Onde estão as todos que sonho em ter perto de mim? Errante,
Procuro acertar e, tentando acertar, tenho errado mais e mais.
Errante, sem acertar, não entendo que o que penso ser acerto é um
Erro e erro quando fujo dos meus erros. Errante, ando pelo mundo
Buscando o que perdi no tempo, perdido procuro um amor que me
Foi dado, que tenho, que é meu mas me recuso aceitá-lo.
Amargurado por não aceitar um amor que é meu, ando errando e
Errante, sonho com um amor que nunca me pertenceu.

                                     *
 

Me ame!



Me ame! Simplesmente me ame da forma como sabes amar, não
Pense, não queira ser diferente só me ame e aceitarei o teu jeito
De amar. Abra o teu coração e deixe o meu amor te envolver em
Seus braços e te levar para onde só os pensamentos mais
Apaixonados conseguem chegar. Me ame! Ama-me como nunca
Amastes alguém, deixa o meu amor te abraçar e te levar para viver
Um sonho que só os sonhos apaixonados conseguem viver.

Ame-me! Simplesmente me ame do jeito que sou, do jeito que
Me conhecestes. Me ame! Ainda que o teu amor por mim não
Seja o tipo de amor que sonhastes entregar a alguém, me ame.
Me ame! Ama-me com a certeza de que o tempo e as sombras
Jamais assustarão o amor que tenho para te dar. Preciso apenas
Que me ames. Me ame! Ainda que um outro amor queira te
Abraçar, me ame. Me ame porque, como eu, ninguém te amará,
Me ame! Chame pelo meu nome, permita o teu coração ser feliz,
Me amando, me ame!

Me ame e farei com que tenhas certeza do meu amor por ti.
Me ame! Me convide para esperarmos juntos a madrugada,
Me chame para caminharmos sobre a folhas molhadas pelo
Orvalho que perfuma o amor e para sermos beijados pelo
Primeiro raio do sol quando este acordar. Me ame! Me convida
Para adormecer em teus braços e acordar vivendo o sonho mais
Lindo que já sonhei. Me ame e permita-me viver o prazer de ser
Amado por ti.

                                  *

Diante de Deus



Meu bondoso Deus! Trago-te o meu coração para que o examine,
Enquanto a minha consciência amedrontada, pesada, acovarda-se
E se esconde atrás da pilha de pecados que tenho. Senhor! Ando
Adoentado e é por isto que estou diante de ti, preciso ser medicado,
Necessito do teu perdão. Senhor! Só o teu perdão pode curar a
Minha alma e, com a alma curada, não terei o meu corpo maltratado
Pelo peso dos pecados. Meu bondoso Deus! Seja misericordioso
Para comigo! Perdoe os meus pecados, me liberte das acusações
Que o silêncio da noite impõe à minha consciência.

Deus! O caminho que leva à retidão é longo, cheio de pedras e
Tentações em todos os cantos. Senhor! No caminho da retidão,
Escapo de uma armadilha e caio em outra, fujo de uma tentação
E outra me abraça. O inimigo me espreita a cada passo na
Expectativa de me arruinar, de me fazer perder-me no meio de
Minha jornada. Senhor! O sol é calcicante , o deserto é longo e a
Fome espreita em todo ponto do caminho. Vem Senhor! Me socorra!
Vem me guiar na tempestade que é o meu dia a dia. Mostra-me
O caminho! Segure em minhas mão e me leva até ao teus braços.
Senhor! Trago a minha consciência para consultar-se contigo,
Preciso de paz, preciso de descanso, preciso de amor.

Meu Deus! Estou diante de ti em busca do que não encontro no
Mundo. Preciso do teu perdão! O senhor é Deus, é amor e
Misericórdia, por isto Senhor! Busco a tua presença. Senhor,!
Preciso te ouvir, quero me fazer ouvido por ti, preciso do teu amor.
Meu adorado Deus! Não existe nenhum deus igual ao Senhor!
O Senhor é o Deus que criou o universo, criou o tempo e o vento.
O Senhor criou o amor, alimentou o perdão e ensinou a esquecer o
O ódio. Deus! O Senhor é tudo que preciso para viver, é o tudo que
Preciso para ser feliz e por isto meu Deus! Estou diante de ti para te
Entregar o meu coração.

                                       *
 

O nosso amor



É só uma flor, um pensamento, um beijo, sou eu. É um sonho, é
Vida é tudo. É só um sorriso, um toque suave de mão e um beijo
Nos lábios, é mais uma carícia, somos nós. É o tempo, o vento,
O teu perfume e o meu desejo. É um caminhar em silêncio, os
Meus olhos olhando nos teus e o meu sorriso buscando a
Cumplicidade do teu sorriso, somos nós. É apenas uma flor
Amarelinha, pequenina, escondida ali no meio da relva a espera
De ter a sua beleza admirada. É a paixão, o nosso encontro.

Somos nós caminhando descalço sobre o gramando molhado pela
Brisa do amanhecer. O céu de um azul infinito a testemunhar
Tudo que acontece em nossos corações. São os nossos corações
Bailando ao som das músicas que os pássaros cantam, é o nosso
Amor acontecendo, sendo vivido, é um sentimento novo. É aquela
Florzinha miúda, escondida sob as folhas ao seu redor, querendo
Ser encontrada, querendo ser o presente que eu daria para ti, somos
Nós vivendo este momento maravilhoso, vivendo tudo que o amor
É.

São os teus cabelos dançando soltos ao vento e tocando o meu
Rosto como a me beijar. É o teu perfume me embriagando como
Um sonho, são os teus lábios murmurando as palavras que
Gosto, que preciso ouvir. É a tua voz que soa como a mais linda
Poesia falando ao meu espírito fazendo-o despertar para o amor,
E para tudo que o amor pode oferecer. Sou eu te amando, te
Vivendo e me deixando viver por ti. É assim, aquela flor bem
Miudinha, amarelinha, linda, sorrindo ao ser ofertada a ti.
Sou eu te amando, apaixonado por ti, vivendo o nosso amor.

                           *
 

Oração da manhã



Bom dia meu eterno e bondoso Deus! Como é maravilhoso Senhor,
Receber de vossa mãos mais um dia para viver, um dia a mais de
Vida. É um sonho, Senhor! Acordar com saúde, poder ver a luz do
Sol, o verde das árvores e sentir o suave soprar do vento. É divino
Meu Deus! Ouvir o cantar dos pássaros, que cantam como se
Louvassem ao Senhor. Meu Deus! Que a minha presença, em
Qualquer lugar que eu chegue, reflita a vossa presença e que
Quando eu falar em vosso nome, que seja o Senhor falando através
Da minha pessoa.

Meu Deus! Que eu guarde em mim a vossa palavra, e que a use
Sempre, para confortar os necessitados, para apaziguar os irados e
Devolver a paz aos desesperados. Senhor! Dou graças por poder
Ver o sorriso no rosto dos meus irmãos, por ver a esperança,
A confiança em dia melhores refletido nos olhos dos que esperam
No Senhor. Meu bondoso Deus! Humildemente, porém com a
Certeza de que terei as minhas preces ouvidas pelo Senhor, peço
Por todos que estão sofrendo nos hospitais, nas guerras e, também,
Pelas vítimas do sistema.

Senhor! Através de vosso filho Jesus Cristo peço para que
Conceda-nos a graça do entendimento de que acordar para um
Novo dia representa mais uma oportunidade de nos aproximarmos
Do Senhor. O entendimento de que um novo amanhecer significa
Um dia a mais, para refletirmos sobre os nossos atos e
Pensamentos, mais uma chance para redimirmo-nos de nosso atos
Impróprios, e para nos prepararmos para o nosso encontro com o
Senhor. Meu Deus! Usufruo da graça que me concede e peço para
Que guie-me, para que guarde-me e me oriente de forma que eu
Viva o dia de hoje de acordo com o vosso preceito. Amém.

                                     *
 

Refletindo sobre a vida



Botei os pés na estrada e segui. Fui! Estava com medo mas não
Permiti, que o medo que urrava em minha mente tentando me
Aterrorizar, me impedisse de seguir adiante. Parti! Fui conhecer
O que o mundo escondia de mim e vi. Aprendi que o mundo não
É amigo, não é bonzinho e que existe para me engolir, para me
Devorar, para testar a minha vontade de vencer. Descobri que o
Mundo está pronto para me humilhar na primeira oportunidade
E que ele não me ajudará em nada. Botei os pés na estrada e
Tropecei na primeira pedra que havia em meu caminho e caí.
Caí e no chão aprendi que o mundo esta lá fora para me vencer,
Para me convencer a desistir e voltar, vencido, chorando para
Casa.

Quando olho para trás, reflito sobre o meu passado e concluo que,
Apesar de todas as dificuldades, não encontrei obstáculo
Intransponível em meu caminho. Quando penso no que vivi até
Então, algo me diz que o pior ainda esta por vir, afinal o mundo não
É bonzinho. O mundo está pronto para me engolir, ele me bate a
Toda hora para me ver chorar, para me convencer a desistir dos
Meus sonhos. Depois de tudo que caminhei na estrada que é a vida,
Aprendi que os caminhos mais curtos nem sempre me levam ao
Destino que procuro. Aprendi, ainda, que os atalhos além de não
Me permitirem viver experiências que me transformariam em alguém
Melhor, viram vício e me arruínam. O mundo não é bonzinho e
Nem está lá fora para me ajudar.

Amanhã, se esse dia chegar para mim, talvez sinta a sensação de ter
Vencido, de ter vivido a vida em plenitude. Hoje, no entanto, estou
Diante de um espelho que me mostra perdido num mundo que, como
Sempre, joga com os meus sentimentos, que abusa de mim. Coloquei
Os meus pés na estrada e, aterrorizado, com medo da vida caminhei.
Caminhei e, ainda nos primeiros passos, me feri, machuquei a minha
Alma e percebi que se não fosse cuidadoso, a vida não cuidaria de
Mim. Hoje, entre sorrisos e lágrimas, colho flores que encontro na
Beira da estrada onde caminho, para enfeitar a minha última morada,
Lugar onde, o mundo talvez me permita descansar.

                                                 *

Oração da noite



Boa noite meu bondoso Deus, Deus misericordioso de amor
Infinito. Senhor! Muito obrigado pelo dia de hoje, obrigado
Senhor por todo amor e carinho que demonstra por mim e pelos
Meus. Senhor! Com o coração repleto de amor e consternação,
Peço por meus amigos e, especialmente, pelos meus inimigos.
Peço, ainda, Senhor! Pelas pessoa, que por algum mal entendido,
Tenham sentido-se ofendidas por mim. Obrigado Senhor por
Conceder-me a graça de conhecer o amor.

Senhor! No silêncio da noite medito sobre os vosso ensinamentos,
E procuro em mim um pouco do muito que leio no livro sagrado.
Senhor! Em prece penso em meus irmãos menos afortunados e
Penso em, de alguma forma, confortar suas almas. Meu bondoso
Deus! São tantos os sofrimentos, são tanta lágrimas e desespero
Que existe sob o sol que somente o Senhor, com o vosso poder
Supremo, é capaz de proporciona conforto aos menos afortunados.
Meu bondoso Deus! Imploro para que tenhas misericórdia para
Com as vítimas das guerras, das doença e das injustiças cometidas
Pelo sistema governante.

Meu Deus! Através de vosso filho Jesus Cristo, peço a vossa
Misericórdia para com aqueles que se perderam, vitimas de pessoas
Que usam o vosso nome em beneficio próprio. Peço, também, pelos
Que vencidos pelas dificuldades do dia a dia se deixam convencer
Por promessas falsas. Senho! Peço pelas criança desamparadas que
Dormem nas ruas das cidades deste mundo brutal. Peço para que
Estas crianças sob a vossa proteção não tenham seus espíritos
Violentados pelo poder do dinheiro que lhes rouba a noção do certo e
Do errado e os induz a cometerem crime bárbaros. Peço meu Deus,
Para que, em vossa bondade sem limites, conceda-me a graça de saber
E poder servir aos vossos filhos. Eu peço Senhor, boa noite! Amém.

                                       *
 

Sapato furado - Flat shoe



É um incômodo que não incomoda mas me atrapalha a andar.
É o meu sapato furado, a água no chão e as pedras que entram sem
Me machucar mas incomodam o meu caminhar. Pelo buraco na
Sola do meu sapato, entra a falta de dinheiro, de zelo e de tudo que
Poderia dar jeito no jeito que não tem jeito. O furo na sola do meu
Sapato me lembra que é melhor não sair calçado quando estiver
Chovendo e quando tiver que me ajoelhar. Ando pouco a vontade,
Ultimamente quase não tenho saído, evito mostrar o meu sapato,
Só vou onde posso ir descalço.

Um sorriso sem graça visita meus lábios, quando alguém diz que
Consegue adivinhar a cor das minhas meias. Faço graça, disfarço,
Dou de ombros e sigo calçado num sapato que já não me calça,
Um sapato que me deixa vazar pelo solado. É um incomodo que
Não me incomoda, até que não tenha que levantar os pés, até que
Não tenha que caminhar em piso molhado e em chão pedregoso.
Um sapato furado, eu sem fé, sem crédito e a pé. Em pé parado,
Para não mostrar o piso molhado pelo suor dos meus pés. É um
Incomodo que não incomoda até que eu pise no molhado que o
Cachorro molhou, é o meu sapato furado.

É um sorriso que sorri de mim, quando vencido pelo cansaço e
Esquecido do meu sapato furado, sento-me e deixo a mostra a
Minha nudez. É o meu sapato furado, irritado com o colega que
Passa e me desperta chutando levemente o meu pé para me dizer,
Com ar zombeteiro, que a situação esta ruim. É um incômodo que
Não incomoda até que uma moça linda, aquela dos meus sonhos,
Vem conversar comigo e sugere que tomemos um sorvete. Sem
Saber o que dizer, vejo o sapato novo ficar mais distante dos meus
Pés e assim continuarei vazando pelo solado do meu sapato.


                           *


Flat shoe


A nuisance does not bother me but hinders my walk.
It is my bored shoe, it is the water on the ground and,
The stones getting in on my flat shoe without hurt me but
That annoys me.
By the hole on my shoe, comes in the lack of money,
The lack of zeal and everything also that could fix the mess
That have no way to be fixed.
The hole in my sole shoe reminds me that it is better do not
Go out when it is raining, and when I have to get on my knees.
Lately I hardly have gone out; I avoid to show my shoe,
Actually, I go just where I can go barefoot.

A grim smile visit my lips when someone says that can guess
The color of my socks. Feeling a bit shame, I make jock of it,
I disguise, I shrug my shoulder and I keep wearing a shoe
That no longer dress my foot, a shoe that let me leak by
The sole.
It is a nuisance that does not bother me until I don´t have
Lift my feet, till I have not to walk in the wet floor or in rocky
Ground.
A flat shoe, I faithless, without any credit and on my foot.
Standing still to avoid showing the wet floor, sweat under
My feet. A discomfort that does not bother me until I step
On the floor, which the dog has wet, it is my flat shoe.

It is a smile that laughs at me when, defeated by fatigue,
Moreover, forgotten of my flat shoe, I sit and allow the shoe´s
Hole to show my nakedness.
It's my flat shoe, angry with a colleague whom pass by and
Wakes me up by kicking my foot just to tell me that my
Economic situation is very bad.
A nuisance that does not bother me until a beautiful girl,
The one of my dreams, come to talk to me and suggest
That we, may be, can have an ice cream together.
Without knowing what to say of it, I see my new shoes
Become distant from my feet and, once again, I will
Continue to leaking by the sole of my shoe.


                                      $