Oprofeta

Oprofeta

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Esquecido - Forgotten

Imagine um infinito onde a intensidade do silêncio grita o
Mais mudo dos gritos, e te desperta de um pensamento
Onde conseguias conversar comigo. Imagine um lugar
Onde o “encontrar” é igual aos desencontros da vida. Um
Lugar onde o silêncio te conta todas as histórias, um lugar
Onde nos encontramos a sós, somente tu e eu. Agora, que
Encontras-te cara a cara comigo, me fale as tuas verdades
E ouça, calada, as minhas verdades.

Imagine a imensidão do céu te abraçando e te levando em
Seus braços para o fundo do mar. Sinta a água do mar
Lavando o teu sorriso e fazendo-o brilhar como o sol. Veja!
Admire, aceite o arco-íris como sendo a estrada por onde
Deves caminhar e siga a sua linha, siga a sua curva no
Horizonte e, te entregue ao pensar que te agasalhará no
Final da linha, e permaneça muda. Ouça calada tudo que
Tenho para te falar e então chore.

Abrace as rosas, retire suas pétalas e vista o teu abstrato
Com as mesmas. Não pense! Não permita que nenhum
Tipo de pensamento interrompa este teu momento. Este
Momento é teu, somente teu, não deve ser interrompido.
Mergulhe em teus pensamentos sem medo dos monstros
Horripilantes que o habita. Mergulhe em teus pensamentos
Sem medo das sobras que constantemente te assombram,
Pois acenderei  a luz da vida para ti.


                                         *



Forgotten

Imagine an infinite where the intensity of the silence
Screams the most dumber screams and wakes you
From a thought from which you could talk to me.
Imagine a place where the "encounter" is equal the
Life´s misunderstands. A place where the silence
Tells you all the histories that you want to forget, a
Place where we will meet each other, just you and
Me. Now that you find yourself face to face with me,
Tell me your truths and listen, silent, my truths.

Imagine the immensity of the sky embracing you and
Taking you in his arms to the seabed. Feel the
Seawater washing your smile and making it shy like
The sun light. Look! Admire! Accepted the rainbow
As the road where you must walk, and follow its line,
Follow its curves in horizon, and give yourself to a
Think which will dress thee in end of the rainbow´s
Line and remain silent. Silent, listen to whatever I
Have to tell you, and please don´t cry.

Embrace the roses, remove her petals and dress your
Abstract with it. Don´t think! Don´t allow any kind
Of thoughts interrupt this moment. This is your
Moment, only yours, and should not be interrupted
By no one. Immerse yourself in your thoughts
Without fear the horrifying monsters that inhabits it.
Immerse yourself in your thoughts without fear the
Leftovers that constantly haunt you, because I
Kindle the life´s light for you.

                                         *
 

terça-feira, 17 de abril de 2012

Não acredito



Não! Não acredito que os amores que morrem desintegram-se
No túmulo do esquecimento. Não vejo sentido pensar que
Sentimentos tão enraizados quanto o amor, quanto à paixão,
Possam ser arrancados de um coração sem feri-lo. Já fui a
Muitos velórios de amores mortos, que depois do frio das
Tristezas ressuscitaram mais fortes que antes de morrerem.
Não! Não acredito que as lágrimas derramadas pelo amor
Perdido, evaporam-se como o nada. Isto não faz sentido.

Não! Não vejo como ser possível o amor virar as costas e,
Simplesmente, deixar de existir no coração de quem muito
Amou. Vai! Parte! Chora! Briga, deixa tudo para trás, mas não
Deixa de amar. A ira é o abraço gigante que intimida quem
Pensa partir, quem quer libertar-se de um amor frustrado.
As lágrimas são a súplica de quem está sendo deixado, de  
Quem não se conforma em perder. Não creio ser possível sair
De um amor indiferente as dores. Não creio ser possível
Segurar as lágrimas na hora do adeus.

Não! Não acredito na felicidade de um sorriso que se despede
De quem ama. Não entendo a indiferença no ato de quem está
Apaixonado, e desconfio do silêncio na hora do adeus. Não
Vejo graça no ato de só ficar, e não consigo perceber onde
Mora o amor dos encontros casuais, assim como não vejo a
Cumplicidade que existe entre as pessoas que se amam, entre
Os ficantes. Não! Não acredito que os amores sobreviventes
Das grandes feridas, sobrevivam diminuídos. Aceito a idéia
De que o amor acaba, mas não acredito que tenha fim.

                                             *

domingo, 15 de abril de 2012

Não sou melhor que Deus - I am not better than God


Queres que eu te perdoe, mas não me pedes perdão! Esperas
Que eu te ame sem,  no entanto, me ofereceres amor, que
Pensas que sou? Pensas que sou mais perfeito que Deus?
Não! Não sou superior a Deus. A minha bondade é tão fraca
Quanto os teus pecados. Mesmo Deus, Senhor de bondade
Suprema, só te perdoará quando reconheceres os teus
Pecados, confessa-los e suplicar-Lhe o Seu perdão. Porque
Então esperas que eu te perdoe sem que demonstre o teu
Arrependimento?

Esperas que eu te ame, quando ainda tenho o meu coração
Sangrando pelas feridas que me causaste. Queres que te
Perdoe quando não percebo arrependimento em teu coração,
Quando não sinto, em ti, nenhuma demonstração de carinho
Por mim. Queres que te aceite sem que falemos do nosso
Passado, sem que aparemos as arestas que tanto incomoda
O nosso relacionamento. Como te abraçar quando as
Frustrações e ódio que vejo em teus olhos tem um punhal
Pronto para cravar em meu peito?

Estou aberto para o diálogo, quero amar mas quero, também,
Ser amado. É importante para mim, me sentir considerado e,
Por mais bondoso que seja o meu coração, ele precisa ouvir
Um pedido de perdão para ter as suas feridas curadas.
Porque é tão difícil para ti, reconhecer o mal que me causaste?
Porque é tão difícil para ti pedir perdão por tua maldade?
Porque imaginas que não preciso de um pedido de perdão para
Te perdoar?

Não sou mais bondoso ou misericordioso que Deus, de forma
Que enquanto não reconheceres os teus pecados, e não me
Pedir perdão por todo mal que me causaste, cuidarei para que
Não entres novamente em meu coração. Não sou melhor que
Deus e nem tenho a intenção de o ser, de forma que, enquanto
Não te despires do teu rancor e da maldade que veste o teu
Espírito não falaremos em reconciliação.

                                    *


I am not better than God
 
You want me to forgive you, but you do not ask me for
Forgiveness! You wish to be loved by me without, however,
To offer me any kindness. Who you think I am? Do you think
I'm more perfect than God? No! I am not superior to God.
My goodness is as weak as your sins. Even God, Lord of
Supreme goodness forgives you, only when you recognize
And confess your sins to Him,  and beg Him His forgiveness.
Why you expect me to forgive you without you show me
Your repentance?

You expect me to love you, when I still have my heart bleeding
From the wounds that you caused me. You want me to forgive
You, when I still do not see any repentance in your heart, when
I do not feel in you, any demonstration of affection for me.
You want me to accept you without talk about our past, without
We trims the edges that bothers our relationship. How can I hug
You, when the frustration and anger that I see in your eyes has  
A dagger ready to stick it in my chest?

I am open to a dialogue with you, I want to love you, but I do
Want to be loved by you too. It is important to me to feel
Considered by you and, even my heart is full of kindness, it
Needs to hear a request of forgiveness to have its wounds
Healed. Why is it so difficult for you to recognize the evil that
You caused me? Why is it so difficult to you, to ask forgiveness
For thy wickedness? Why do you think I do not need an apology
To forgive you?

I'm not kinder and merciful than God, so till you do not  
Recognize your sins, and do not ask for forgiveness for all the
Evil that you caused me, I will make sure you do not get back
Into my heart, into my life. I am not better than God nor I intend
To be, so that, while you do not freed yourself from your
Bitterness and the malice that is wearing your spirit we will not
Talk about reconciliation.


                                     *




Praça central de Bratislava - Só nostalgia - Bratislava's central square - just nostalgia














Mesmo nas coisas mais simples Deus é perfeito - Jacas - Even in the most simple things God is perfect - jackfruit






sexta-feira, 13 de abril de 2012

Responsabilidade - Responsibility


Estou atravessando o nada, perdido em uma imensa
Confusão de pensamentos que me atormentam.
Choro um choro mudo que se esconde atrás do  
Sorriso que brilha frio como o sol do inverno.
Estou sofrendo por causa de um pecado que não
Cometi, sentindo um frio do qual me escondi e com
Medo de uma noite que não vi anoitecer.

Tenho os meus pés dentro de uma bacia com água
Gelada, com medo de coloca-los no chão e adoecer.
Abraço o céu a procura dos pingos da última chuva,
Quando um cisco displicente cai em meus olhos e
Me impede de ver o teu sorriso vitorioso, que sorri
Da minha inocência em ter confiado em ti.

Estou com meus braços ocupados, tenho em meu
Colo um fruto que não é meu, um fruto que me foi
Imposto, que enterraram em minha mente
Convencendo-me, ser meu. Tenho o meu sorriso
Apagado, sufocado por um choro que não chorei, e
O sopro de um vento que,  ignorando o calor do sol,
Sopra frio e enche o meu peito de saudades,
Saudades de uma felicidade que não vivi.

                               *

Responsibility


I'm crossing the nothingness, lost in a huge confusion
Of  thoughts that torment me. I cry a silent cry that
Lurks behind a smile that shines cold as the winter sun.
I am suffering because of a sin that I have not
Committed, I am feeling a cold from which I have hid
Myself and I fear a dark night which I did not see to
Get dark.

I have my feet in a basin of cold water, and I am afraid
To put it down and get sick. I embrace the sky looking
For the last drops of rain, when a mote casually drops
Into my eyes and it prevents me from seeing your
Winner smile, smiling from my innocence in trusting
You.

I have my arms busy; I have in my lap a fruit that is not
Mine, a fruit that was imposed to me, a fruit that was
Forced into my mind, convincing me to be mine.
I got my smile erased, suffocated by a cry that I did not
Cry, and a breath of a wind, that ignoring the heat of
The sun, blows cold and fills my chest with longing,
Longing for happiness that I have not lived.

                                       *

sábado, 7 de abril de 2012

A cor preta - The black color


Já não dá mais para calar, vou protestar.
Não posso mais assistir calado tanta discriminação,
Vou protestar. Protesto contra a associação de tudo
Que é ruim, mal e triste a cor negra.
Verdadeiramente sinto-me mal quando termos
Pejorativos associam coisas que poderiam ser
Associada a qualquer uma outra cor,  a cor negra.
Para mim isto é racismo e, ainda que muitas vezes
Esta associação seja feita inconscientemente, ela
Continua sendo racista.

Vejamos: - Por que Judas Iscariotes, num dia “negro”,
Traiu Jesus? Por que não pode ter sido num dia cinzento?
Protesto: - Por que uma pessoa perversa tem alma “negra”?,
Esta alma não poderia ser “cinza”? - Acho que não! Afinal,
O cinza mistura o branco com o negro. Porque um humor
Triste ou sádico tem de quer “humor negro”? Não poderia
Ser branco? - Está louco? Nem pensar! - Estou protestando,
Vou protestar porque protestar é tudo que posso fazer.
Esta associação é racista e racismo é crime.

Estou protestando e não vou me calar.  Protesto porque já
Não dá para continuar aceitando calado tanta discriminação.
Será que depois de tantos anos de escravidão, ainda tenho
Que continuar carregando esta cruz?
Protesto! Protesto para que o mundo saiba que, ainda que
Pouco ou nada posso fazer para mudar esta situação, protesto.
Protesto com o intuito de fazer o mundo saber que não estou
Satisfeito, que não concordo com esta colocação racista.
A cor preta é tão bonita e alegre quanto qualquer outra cor.

A tristeza das pessoas têm cores diferentes; a minha tristeza,
Por exemplo é cinza. No meu entender Judas Iscariotes traiu
Jesus num dia cinza e, os não negros condenaram e
Crucificaram Jesus Cristo num infeliz momento cinza, de um
Dia extremamente cinzento.
Desta forma declaro que tudo que for triste, perverso e ruim
Fica, a partir desta data, associado a cor cinza ou a qualquer
Outra cor que não seja a/ao negra(o). Os desobedientes desta
Lei serão punidos por racismo em conformidade com as
Normas que regulam este assunto.


                                  *

 
The black color


I no longer can keep myself silent, I protest. I can not watch
Silently so much discrimination, I will protest. I protest
Against the association of all bad, ugly and sad things with
The black color. I truly feel bad when derogative terms
Associate things that could be associated with any other color,
To the black color, to me it is racism. Even when the
Association is done unconsciously it is still racist.

Consider: - Why Judas Iscariot, in a "black" day, betrayed
Jesus? Why it could not have been a gray day? I protest:
- Why a wicked person has a "black" soul? – Why a wicked
Person can not have a "gray" soul? – Of course could not!
After all, gray color mixes white with the black!
-Why a sad or sadist humor has to be a  "black humor"?
 It could not be white? - Are you crazy? No way! - I will
Protest, I am protesting because to protest is all I can do
About it. The association of bad things with the black color
Is racist and racism is a crime.

I am protesting and I will not shut up. I am protesting
Because I no longer can keep myself silent, accepting such
Discrimination. Is that after so many years of slavery I still
Have to continue to carrying on my shoulders this cross?
I protest! I am protesting for to make sure to the world that,
Even if there is a little or nothing that I can do to change
This situation, I will keep protesting. I protest in order to make
The world to know that I'm not satisfied, for to make sure to the
World that  I completely disagree with such racist statement.
The black color is as much pretty and happy as any other color.

The people’s sadness has different colors. As a example, my
Sadness is gray. In my understanding Judas Iscariot betrayed
Jesus Christ on a gray day and the non blacks condemned and
Crucified Jesus Christ in an unfortunate moment of a extremely
Gray day. Therefore I declare that everything that is sad,
Perverse and bad is from now, if associated with color, this
Color must be gray or any other color  but not to black color.
The disobedient of this law will be punished for racism in
Accordance with the rules that govern this matter.


                                      *


Camilinha



Camiilinha! Como a brisa que sopra suave na madrugada,
Como a água fresca abatendo a sede da garganta sedenta
E como o vento soprando as folhas secas, levando-as para
O infinito, entraste em minha vida. Entrastes em minha
Vida como um anjo, vieste fazer parte do meu dia a dia
Doando-te, dando amor, ensinando-me a te amar. Te amei!
Desde o primeiro momento em que olhei em teus olhos te
Amei, e ali, diante do teu sorriso aprendi o significado de
Uma amizade sincera.

Entraste em minha vida quando eu estava em meio a uma
Caminhada tristonha. Me deste a tua mão quando a solidão
Era a minha companheira. Segurastes em minha mão quando
Eu vivia uma tempestade e nunca mais a largou, caminhaste
Comigo até quando pude ver novamente a luz do sol, até
Que o sorriso voltasse aos meus lábios, até que voltei a
Experimentar a felicidade, até que sentir o amor morando
Em meu coração.

Camilinha! Como a chuva que abraça a poeira e a faz retornar
Ao chão, como o amor que acende a chama da paixão nos
Corações, entrastes em minha vida e ficou. Me deste amor
Sem pedir troca, me entregaste a tua amizade pelo simples
Prazer de me fazer feliz e assim te fizeste especial para mim,
Te fizeste especial em meu dia a dia e te amei. Te amo da
Mesma forma que me amas, te amo com a pureza que o amor
Deve ter, te amo de um jeito que ninguém é capaz de entender.

Camilinha, em minhas orações peço a Deus para cuidar de ti
Com muito carinho. Quando oro peço a Deus para que nunca
Te deixe caminhar sozinha. Peço a Ele para que guie os teus
Passos no caminho do bem, peço para que onde quer que
Chegues, todos vejam em teu olhar a luz do amor divino,
Que todos possam sentir em ti a presença do bem, e que
Encontres sempre as palavras de conforto para os necessitados
E que estejas sempre na companhia da felicidade.


                                  *

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Dora



O teu jeito calado de dizer que me ama angustia-me,
Enche de dúvidas em meu coração. Sinto que me
Amas somente quando me abraças, em teus braços
Sinto o teu amor me amando. Porque os teus lábios
Insistem em reprimir um manifesto que já não cabe
Em teu coração? Por quê? Por quê? Por quê? ...

O meu coração aflige-se diante da incerteza do teu
Amor por mim. Os teus lábios não se manifestam,
O teu coração parece não querer falar e os medos
Das dúvidas dominam o meu coração. Quando os
Teus olhos exigem a minha presença junto a ti
Penso: quando será? Quando será que vais declarar
O teu amor por mim?

É importante para o meu coração, saber-se amado
Por ti. A incerteza o angustia e ele grita, grita
Querendo ouvir a declaração de amor que os teus
Lábios recusam-se a pronunciar. O meu coração já
Não cabe em si de angustia, agoniado pensa em
Deixar de amar.

Diga-me por que! Diga-me! Diga-me porque exiges
A minha presença no teu dia a dia quando nunca
Declaraste o teu amor por mim. Diga-me Dora!
Por que a minha presença é tão importante para os
Teus olhos quando pareço insignificante para o teu
Coração! Diga-me por que! , diga-me.

                      
                                     *

quarta-feira, 4 de abril de 2012

O teu sorriso - Your smile



O teu sorriso desperta um pensamento que desfila
Em minha mente e mente; diz pouco se importar.
Não se importa com o que dizem ou deixem de
Dizer. Então me chamas e, atendo o teu chamado
E vou! Respondo-te e calo, enquanto outro
Pensamento passeia em minha mente e, mente!
Ele nega dizendo que não estou.

O teu sorriso abraça a minha ausência e beijam-se
Enquanto pensamentos invadem nossas mentes e
Mentem, dizem não gostaram do que aconteceu.
Chamo-te e não vens, cala-te e nega; diz que
Nunca esteve comigo. Agora um pensamento vadio
Vagueia em tua mente, e sem entender o que dizes,
Grita afirmando que tudo acabou.

O teu sorriso, um pensamento descabido decide
Sobre tudo que restou de nós dois e vai, nos deixa
Só. Estando sozinhos, caminhamos de mãos dadas
Em busca de uma nova estrada que nos possa
Levar ao encontro do sorriso que nos abandonou.
O teu sorriso! O meu olhar e as tuas mãos, um
Afago, carícias, compromisso de amor.


                                 *

Your smile

 
 Your smile awakens a thought that parades in my
Mind and lie; it says don’t mind. It doesn’t mind
With what people say or do not say. So you call
Me and I answer your call, and I go for you!
I answer you and stay silent while another
Thought wanders in my mind, and lies! It denies
Saying that I am out.

Your smile embraces my absence and kisses it and
Meanwhile a thought invade our minds and it lie;
It say it did no like what happened. I call you and
You do not come, you shut up and denies; you say
That you never been with me before. Now, a
Runabout thought wonders in your mind, and
Without understand what you say it shout stating
That everything is over.

Your smile, a inappropriate thought decide about
All that was left from us and rune away, it let us
Alone. By being alone, we walk hand in hand in
Search of a new road that would help us to meet
Our smile that has, long ago, abandoned us.
Your smile. My eyes and your hands, a cuddling,
Commitment of love.


                                  *

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Eva - Eve



Como as primeiras flores da primavera brotam de sob a neve,
O teu sorriso brotou em minhas manhãs. O teu sorriso brilhou
Em minha vida como o sol brilha na alvorada, como ele surge
Atrás dos montes saindo das entranhas da madrugada.
O teu sorriso surgiu nos meus dias e convenceu-me a parar a
Minha caminhada para admirar a sua beleza, e eu parei.
Parei e me encantei com ele.

Como o perfume da madrugada, a luz dos teus olhos envolveu
O meu coração e o encantou. A tua presença marcou a minha
Vida, mudou tudo em mim. O tempo passou e me levou com
Ele, me levou para muito distante de ti. O sol se pôs, mas tu
Permaneceste em meu coração. Agora quando tudo parece tão
Difícil o meu coração bate tristonho chamando o teu nome,
O meu coração bate pesado, ele bate lamentando o tempo que
Deixou de estar contigo, ele bate cheio de saudades de ti.

Como os primeiro dias de outono o teu sorriso se fez triste,
Ele vestiu-se de cinza e esfriou-se. A tristeza do teu sorriso
Entristeceu o meu coração que chora. O meu coração chora
Tudo que deixou de viver contigo, ele chora o que ele
Deixou de perceber em teu olhar. O meu coração
Entristeceu-se ao perceber o inverno da despedida batendo
Em sua porta e chorou. Ele lamentou as vezes que te deixou
Sozinha, esperando por ele.

                                      *

Eve

As the first flowers of spring sprout from under the snow,
Your smile popped into my mornings. As the sun shine at
Dawn, as it comes behind the hills out of the bowels in the
Morning your smile shone in my day and convinced me
To stop my walk to admire its beauty, and I stopped.
I stopped and I was charmed by it.

As the scent of dawn, the light of your eyes involved my
Heart and enchanted it. Your presence marked my life, it
Has changed everything on me without I know it.
Time went by and took me with it, time took me far from
You. The sun set in my life but you remained in my heart.
Now, when everything seems so difficult to us, my heart
Beats sadly calling your name, my heart beats hard,
It beats regretting the time it waist faraway from you,
When we could be together, it beats full of longing for you.

As the first autumn days your smile became sad, it dressed
Itself in gray and cooled down. The sadness of your smile
Saddened my heart and it did cry. My heart cries all that
Missed to live with you, it cries because it failed to perceive
The beautiful feeling that you did has in your eyes.
My heart got saddened seeing the goodbye winter hitting
On its doorstep, and it wept. My heart lamented the times
It left you alone, waiting for it.


                              *